Guia para comprar lâmpadas led

As dúvidas mais comuns

Como escolher as lâmpadas? 
Quais modelos são adequados ao meu ambiente?
Quantas lâmpadas preciso? E como calcular?

São muitas as dúvidas enfrentadas por quem reforma ou decora uma casa ou apartamento. 
Ainda mais nos dias de hoje, com tantos modelos disponíveis.

Dos modelos mais antigos há bastante informação disponível. Eu mesmo escrevi um resumo sobre as lâmpadas PAR, que vale a pena ler se você ainda não conhece esse produto. Lâmpadas PAR.

Para seu cálculo luminotécnico, especialmente se for um projeto híbrido (composto por várias tecnologias de lâmpadas, inclusive LED), veja a calculadora online. É muito fácil de utilizar e você saberá quantas lâmpadas precisará para cada ambiente.

Voltando ao assunto principal, vou tentar simplificar seu processo de escolha e ajudar a responder algumas das questões mais comuns. Eu recomendo que você siga os passos abaixo para fazer uma boa escolha ao comprar lâmpadas.

Guia prático para escolher suas lâmpadas led


Passo 1 - tensão ou voltagem

Aqui você terá basicamente quatro opções: 12 volts, 110 volts, 220 volts ou bivolt

A lâmpada bivolt é a melhor opção para novas instalações, bem como para instalações existentes em 110 volts ou 220 volts. Essas lâmpadas funcionam em qualquer localidade do Brasil.

Você poderá ainda escolher a lâmpada de acordo com a rede elétrica de sua região. Para isso, basta que a tensão da lâmpada seja a mesma da sua rede. Se a rede é 220 volts, a lâmpada também deverá ser, e vice-versa.

Caso você tenha uma instalação para sanca em gesso, com tensão de 12 volts, precisará optar por  lâmpadas 12 volts. Cuidado pois os transformadores de 12 volts utilizados para lâmpadas dicróicas nem sempre funcionam com lâmpadas led, justamente porquê o consumo das leds é muito inferior. Considere trocar esse transformador.

http://loja.tray.com.br/loja/produto.php?loja=328484&IdDep=&IdProd=31



Passo 2 - o tipo de conector ou soquete

Alguns lustres e spots já vem com os conectores, portanto recomendo que sejam adquiridos antes das lâmpadas. 

Para instalações existentes basta verificar os conectores já instalados.


As principais opções de conectores são:


Caso persista a dúvida: MR16 (ou GU5.3) são utilizados para spots do tipo utilizado por lâmpadas dicróicas; E27 é utilizado na maioria dos lustres, plafons e pendentes; GU10 é um excelente conector e é utilizado em lustres e luminárias mais modernas. Castiçais e lustres importados usam também o soquete E14.


Passo 3 - temperatura de cor

É a cor da luz, e não tem nada a ver com aquecimento. As lâmpadas que emitem luz amarelada são chamadas de quentes ou mornas; as que emitem luz em branco intenso, quase azulado, são chamadas de frias; as intermediárias são chamadas de naturais ou neutras. 

Caso persista a dúvida sobre qual escolher, siga a regra: para ambientes calmos e de descanso (sala, quarto, corredores) escolha lâmpadas quentes; para os demais ambientes (cozinha, lavanderia, banheiros) escolha as lâmpadas frias.

Adicionalmente, veja nossa página que fala somente sobre as temperaturas de cor.


Passo 4 - capacidade luminosa ou potência

A meta é garantir que o ambiente fique suficientemente iluminado.
Caso vocês esteja substituindo lâmpadas existentes por lâmpadas led, siga a regra prática:

1 Watt de led equivale a:     
  • 10 Watts incandescente
  • 10 Watts dicróica ou halógena
  • 2,5 Watts fluorescente
Exemplo: uma dicróica com 50 Watts equivale a uma lâmpada led de 5 Watts.

Importante: O cálculo apresentado acima utiliza a potência pois trata-se de uma informação mais fácil de ser obtida. Contudo, a unidade de medida para luminosidade é chamada lúmens, e além dessa, uprojeto luminotécnico envolve muitas outras variáveis. 

Diferentes fabricantes apresentam diferentes índices de luminosidade para um mesmo consumo, em watts. Essa afirmação foi comprovada na prática, com auxílio de um luxímetro. Assim, eu trabalho com um índice médio de luminosidade para as lâmpadas led em meus projetos. Esse mesmo índice adotei na calculadora luminotécnica online. Confira.


Passo 5 - modelo

Os modelos mais comuns são: Spot tipo dicróica, PAR20, PAR30, bulbo. 

Para substituir dicróicas opte pelas lâmpadas led Spot tipo dicróica (vide artigo). O diâmetro dessas lâmpadas segue o padrão de 50 mm, e assim, servem nos spots de embutir em teto. As lâmpadas led tipo PAR20 e PAR30 seguem o padrão de diâmetro de 65 mm e 95 mm, respectivamente. Ambas são produzidas com o soquete tipo rosca E27; As lâmpadas led tipo bulbo imitam o formato das incandescentes, podem compartlilhar os mesmos lustres e spots. Possues também o soquete tipo rosca E27.

Regra: consulte sempre o spot, lustre ou luminária que receberá a lâmpada para definir o modelo.

Mais dicas? Consulte a página de dicas e truques.


Comments